Por que Não Investimos Parte do Nosso Tempo Para o Autoconhecimento?

0 863

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Quantos de nós não nos sabotamos no meio do caminho, talvez pelo medo de errar? Quantas vezes não assumimos alguns desafios por não nos acharmos capazes? Quantas vezes nos abalamos com um feedback que recebemos e em vez de usá-lo para melhorar, nos fragilizamos, nos sentimos incompetentes e fracassados?

Por que será que damos tanta importância a opinião dos outros? Por que será que tudo que os outros acham ou falam de nós nos afeta tanto? O fato é que quando você não conhece seu valor, normalmente o outro quer fazer de você qualquer coisa. Por isso é tão importante que você busque se conhecer melhor e não desista de procurar aquilo que realmente te faz feliz e dá sentido a sua vida.

Conselhos e feedbacks são importantes, mas não determinantes para que você possa fazer escolhas na vida

Quem nunca ouviu de alguém próximo: Mas fulano, por que você não faz isso ou aquilo? No seu lugar eu faria assim ou assado. Preste bem atenção: “Mil dirão o que você deve fazer, dez mil dirão o que você não deve fazer, mas só você arcará com as consequências”. Fique esperto!

Não quero dizer aqui que não se deve ouvir conselhos ou não se importar com os feedbacks que recebe. Muito pelo contrário, conselhos e feedbacks são importantes e por vezes, valiosíssimos na nossa trajetória. Porém, devemos estar atentos ao que ouvimos: “O que e de quem ouvir é tão importante quanto o que e a quem se fala”.

A vida é composta de ciclos, o que te fazia feliz ontem, hoje pode não te fazer mais e isso é absolutamente normal. Somos seres complexos e inacabados, que estamos todos os dias submetidos a novas situações. Adquirimos novas experiências, evoluímos e existem milhares de possibilidades no meio do caminho. Por que insistir em algo que você não acredita, que muitas vezes te limita e que já não te desafia?

Errar não é o problema, mas insistir no erro, sim!

Por que não recomeçar quantas vezes for preciso? Ousar novos caminhos, investir em outros projetos, abandonar a zona de conforto e apostar no desconhecido? Dá medo? Sim! Pode dar errado? Sim! E aí? Bem, o tempo cura tudo, menos o eu deveria ter tentado (autor desconhecido).

Infelizmente, não somos educados a aprender com os nossos erros, errar para uma maioria é o fim do mundo e razão suficiente para viver sem arriscar. Mas é justamente aí que está o segredo: ninguém nasce pronto, viver é colecionar erros e acertos e, tirar lições de aprendizado de cada situação. Errar não é o problema, mas insistir no erro, sim!

Por que não investimos parte do nosso tempo para o autoconhecimento?

Inicialmente, porque isso é sair da zona de conforto e costuma doer um pouco. Exige de nós flexibilidade, maturidade e paciência. O exercício de olhar para dentro não é uma das tarefas mais fáceis, mas extremamente necessária para nos aceitarmos, nos melhorarmos e descobrirmos as nossas potencialidades. Olhar para si é a preocupação de querer ser melhor a cada dia, para si próprio e automaticamente, para todos que te cercam.

Os acontecimentos da vida às vezes, nos estilhaçam e não há problema algum tirar um tempo para se recompor. Ser bom no momento bom é fácil; o desafiador mesmo é saber gerenciar o caos, os conflitos e os acontecimentos que fogem do nosso controle. Por isso é muito importante lembrar que somos responsáveis por tudo que nos acontece. Às vezes, não podemos controlar as situações, mas podemos controlar as nossas reações.

Reconhecer as nossas próprias limitações, admitir nosso lado mais “sombrio”, admitirmos que somos vulneráveis e que não somos perfeitos é sinônimo de força e humildade. Abrir mão de certas coisas, desistir de certos projetos e/ou romper algumas relações que não combinam com o que somos ou com o que queremos ser é um ato de coragem e de inteligência. Estar disposto a aprender, a se reinventar quantas vezes forem necessárias e viver com a sensação de que você está usando a sua melhor versão é ser protagonista do seu caminho.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.