Circunstâncias Difíceis Criam Líderes Fantásticos

0 137

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Quando falamos em liderança pensamos em três coisas:

  • Força
  • Determinação
  • Crença

Imagine-se nascendo em uma sociedade 100% patriarcal, teocentrista e tradicional. Onde um cidadão alfabetizado tem muito valor e o não alfabetizado nenhum valor, a mulher nenhum prestígio social e as crianças são apenas preenchimento de cenário politico-social. Liderança cooperativista não existe no vocabulário local, deficiências físicas ou mentais são atribuídas a maldições hereditárias. E as escolas? Que escolas? Não existe, a educação é privilégio para castas abastadas e importantes. Imaginou? Vamos lá!!

Neste cenário socialmente apocalíptico para nosso raciocínio contemporâneo surge um homem de origem simples, porém respeitável que desde sua primeira infância obteve lições de moralidade e  o oficio de cunho profissional, algo que era aprendido em casa. Lembra? Não haviam escolas.  Tao homem foi capaz de manter sua mente focada em três propósitos de sua existência: Força para vencer as adversidades da vida, Determinação para seguir em frente apesar das circunstancias e Crença pois acreditava 100% em sua equipe.

Ele recrutou homens totalmente marginalizados socialmente pelos padrões da época, seja pela capacidade intelectual, pela função social ou mesmo na região em que habitavam, permitiu que mulheres tivessem posição social em sua equipe, algo impossível de se conceber em sua sociedade, valorizou e destacou a função social das crianças e de como a sua maneira de ver o mundo deveria ser copiada pelos adultos.

Mas sua capacidade de liderar mostrou-se eficiente quando dentro deste cenário caótico e muitas vezes deturpado ele conseguiu recrutar 12 pessoas diretamente de seu hall social e totalmente diferentes, as treinou, capacitou e incutiu-lhes um censo de justiça altruísta.

Sua liderança nos ensina que muitas vezes é melhor calar-se do que fomentar uma discussão, ensina que o líder precisa investir tempo no aprendizado de sua equipe, prova que as vezes nossos liderados irão nos decepcionar mas, não devemos desistir deles e muito menos do projeto – Projeto este, que esta acima dos interesses pessoais do líder.

Atualmente muitos lideres investem 10% no aprendizado para viverem 90% liderando. Este líder não! Passou 90% de sua existência aprendendo para os últimos 10% dela liderar. Talvez isso explique seu sucesso que venceu a barreira do tempo e da moralidade social.

O líder tem que deixar legado e não instruções, seu projeto deve continuar com todo empenho e entusiasmo que havia no princípio. A pergunta central de toda liderança, ensinada nos princípios da liderança de Cristo é: Em minha ausência eles continuarão meu trabalho? E se continuarem, farão um trabalho melhor?

Quando falamos em liderança pensamos em três coisas:

  • Força!!
  • Determinação!!
  • Crença!!

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.