Como Superar o Mau Hábito da Procrastinação

0 400

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

É um tal de amanhã eu faço, segunda eu começo e o tempo passando implacavelmente. E “cá entre nós”, se tem algo mais incerto que existe é o amanhã. O amanhã pode não chegar ou pode chegar ditando outras prioridades. E aí, o que acontece? Cada vez que você deixa alguma coisa para depois, desperdiça a oportunidade de realizar algo que poderia mudar significativamente a sua vida.

 Tudo o que temos é o AGORA! É no momento presente que tudo pode ou não acontecer. Talvez tudo que você quer não aconteça exatamente hoje, certas coisas levam tempo, mas se você não der o primeiro passo, as chances de se realizar serão ainda mais improváveis. Muitas vezes, não sabemos porque determinadas situações nunca mudam e temos os resultados de sempre. Mas como ter resultados diferentes fazendo sempre as mesmas coisas? Ou melhor deixando para fazer amanhã ou depois de amanhã? E no fim das contas acabar não fazendo é nada, nunca.

A procrastinação é um mau hábito que nos leva a deixar tudo para depois, a adiar e postergar ações que poderiam ser realizadas hoje. No dia a dia é muito comum procrastinar, principalmente quando se trata de assuntos mais complexos ou situações mais desafiadoras. Vejamos alguns exemplos:

Situação 1

Expectativa: Você está insatisfeito com seu corpo ou acima do peso e sabe que uma boa alternativa é começar a fazer alguma atividade física e uma dieta. Realidade: Você diz que vai começar na segunda, a segunda chega e você arruma uma "boa desculpa" para não começar e o projeto vida saudável não passa de um simples desejo;

Situação 2

 Expectativa: Você precisa desenvolver uma nova língua e sabe que para isso, precisa de uma dedicação diária para que o aprendizado seja possível. Realidade: Você larga do trabalho cansado, passa 2 horas nas redes sociais e justifica que não pôde se dedicar por falta de tempo. Falta de tempo???

Muitas são as desculpas e justificativas que usamos para não tirar do papel aquele projeto, não realizar um sonho, não ir mais longe profissionalmente, não resolver assuntos que incomodam e de repente, você se vê tomado por sentimento de culpa e arrependimento por não ter sido maior que sua melhor desculpa. Agora pare e pense: Quantas coisas você tem deixado para amanhã? E quando esse amanhã vai realmente chegar? Quantas coisas você poderia ter alcançado se já tivesse começado?

Calma, calma...agora que você já tomou conhecimento da parte sombria da procrastinação, vamos te dar umas dicas para você mudar o jogo e realizar mais:

1- Estabeleça metas: isso significa ter um objetivo claro com prazo determinado para ser alcançado, sem isso não passa de desejo;

2- Seja disciplinado: Tem dias que você vai estar cansado, vai bater aquela vontade de ficar no Facebook, ir para a balada, enfim fazer tudo menos o que precisa ser feito. Fique ligado! Disciplina é fazer o que precisa ser feito, mesmo quando você não está afim;

3- Mantenha o foco: Elimine tudo o que te afasta ou não contribui para o que você deseja realizar;

4- Aplique a lei do mínimo: Às vezes, você vai enfrentar um dia difícil, aquele dia que quase tudo aconteceu e isso poderá não favorecer você a fazer o que precisa ser feito. E daí você quase convencido que não foi possível diante de tantas adversidades, vai pensar em não fazer nada e retomar no dia seguinte. Muita calma nessa hora! Talvez sua meta era estudar meia hora por dia, mas diante de tantas contrariedades, meia hora tenha se tornado uma meta inalcançável. E agora? Se dedique 10 minutos, mas não deixe de fazer o que precisa ser feito. Você pode achar que é pouco, mas tenha certeza que vai fazer diferença. Mas tenha cuidado: Não se contente em fazer o mínimo, tenha em mente sempre fazer o seu melhor! Quanto mais você se dedicar, maior será as chances de realizar.

5- Tenha um comportamento motivado: Muita gente confunde motivação com estímulo e para você não cair mais em nenhuma armadilha, vamos esclarecer quem é quem. Motivação é algo interno, ou seja você é o único responsável por se motivar, é razão/impulso para você agir, é o motivo para ação; já o  estímulo é algo externo, aquilo que os outros podem fazer para  você, ou seja te incentivar, encorajar.

"Só triunfa no mundo quem se levanta e procura as circunstâncias e as cria quando não as encontra".

(George Bernard Shaw).

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.