Felicidade: é possível?

0 215

Você já se perguntou qual é um dos maiores questionamentos e busca incessante do ser humano? A busca pela felicidade. Mas porque nós, seres humanos, estamos à procura dessa tão sonhada felicidade? O que há por trás dessa necessidade incondicional ao ser humano?

Antes de mais nada, o que é felicidade? Ela muitas vezes é confundida com um sentimento de euforia e satisfação, porém isso caracteriza a alegria, um estado passageiro e momentâneo. A felicidade é um estado mais profundo de paz e bem estar interior que independe do caos externo. Portanto, não é uma emoção, ela nasce de dentro e está no nosso interior. Você trás felicidade para as coisas e não as coisas te trazem felicidade.

Já parou para analisar quantas vezes em sua rotina você foi genuinamente feliz, independente da circunstância ou situação em que se encontrava? E também dos momentos em sua vida te levaram a um estado de profundo bem estar e realização? Esses questionamentos são essenciais para todo aquele que almeja viver uma vida em harmonia, realizado e satisfeito. Seligman, psicólogo que descreveu os caminhos que produzem, de fato, uma felicidade mais duradoura, encontrou os três tipos de busca pela felicidade.

1) Uma Vida Agradável.

O chamado caçadores de emoções ou aquele que busca felicidade de hollywood é o individuo que procura aumentar o máximo possível as emoções prazerosas e minimiza as emoções negativas. Porém, com o tempo, a emoção se psicoadapta e a pessoa necessita de uma emoção mais intensa que a anterior para sentir-se feliz novamente. Esse padrão depende de um objeto ou alguém para sentir prazer novamente e não se sustenta por muito tempo. Um exemplo concreto é quando descuidamos da nossa saúde ao nos alimentarmos de maneira inadequada, pois traz, momentaneamente, uma sensação de prazer e bem estar. No entanto, cada vez que é feito esse reforço, a necessidade daquele alimento é ainda maior.

2) Uma Vida Engajada.

É uma vida levada por um estado de flow, ou seja, é um estado de consciência e engajamento que ocorre quando uma pessoa está tão absorvida em uma determinada atividade que perde a noção do tempo, e vive um estado de atenção plena no presente, no aqui e no agora. Esse estado traz enorme satisfação, grande prazer e felicidade. É mais duradoura e estável, pois o indivíduo tem capacidade de fazer muito das pequenas coisas.

3) Uma Vida Significativa.

Ocorre quando o indivíduo encontra uma vida com sentido. Ele experimenta a plenitude ainda que em meio a circunstâncias desfavoráveis, mas que possuem um significado. Nesse momento chega-se a um estado de auto realização e de profundo conhecimento do próprio “eu”. É a felicidade mais duradoura de todas que promove alta capacidade de resiliência.

Ser feliz é, portanto, uma questão de escolha. Escolha essa que temos a oportunidade de fazer a cada instante, pois tudo depende da nossa percepção e da forma como construímos nossos pensamentos com base na maneira que enxergamos as circunstâncias que vivemos.

Então, a partir do momento que você busca o autoconhecimento profundo, irá encontrar sua essência e o significado para sua vida. Isso gera uma transformação concreta, pois não importa o que aconteça na sua vida, você sempre vai retornar ao seu estado de felicidade, uma vez que existe um significado por trás de suas ações e atitudes. A consequência desse alinhamento é o sucesso. A felicidade plena potencializa o sucesso na sua carreira, nos seus relacionamentos, na sua saúde física, mental e financeira.

“O primeiro passo rumo ao sucesso é dado quando você se recusa a ser um refém do ambiente em que se encontra” – (Mark Caine)

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.