Porque a Universidade Não é Garantia de Sucesso

0 796

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Não terceirize a responsabilidade da sua formação, a faculdade é apenas mais uma ferramenta que facilita o aprendizado!

É inegável que nos tempos atuais, cursar uma faculdade é bem mais fácil do que no tempo dos nossos pais. Todos os dias surgem novas instituições, novos cursos e com condições de ingresso mais facilitadas (financiamentos, nota do Enem, bolsas de estudo, portador de diploma, etc).

A educação universitária além de necessária e porque não dizer obrigatória, para atender as demandas do mercado de trabalho, virou um produto comercializado por muitas instituições e que muitas vezes, elas não têm o compromisso com a qualidade e a formação de seus alunos.

Não é de hoje, que ouvimos críticas ao modelo educacional brasileiro. De fato, existem diversas lacunas que afetam negativamente a preparação desses estudantes para o mercado de trabalho e até mesmo, promover o empreendedorismo. Mas a regra é clara:  quanto maior for sua capacitação, mais cobrada serão suas competências. E portanto, não adianta terceirizar a responsabilidade da sua formação. Você é o principal responsável por ela, por todos os aprendizados que vai ter e competências que vai desenvolver.

Não seja mais um que só tem apenas diploma!

A minha maior preocupação quando estava na faculdade era fazer jus ao título de Bacharel em Administração, através do conhecimento adquirido durante os 4 anos de curso. Eu não queria ser mais uma na multidão, eu não queria ver o mercado rindo da minha cara (olha lá, mais uma amadora com diploma). Todo meu propósito em investir em educação, sempre foi investir tempo, dinheiro e esforço para mudar e melhorar a minha realidade, para ser reconhecida pela minha competência e não apenas colecionar diplomas e certificações.

Certo dia, estava eu lá em meados 4° ou 5º período da graduação, quando um professor disse: apenas 5% dos alunos conseguem fazer a diferença depois de concluir o curso superior. Caramba! Confesso que fiquei perplexa ao ouvir aquilo…5%? Pensei: esse cara só pode ser louco. Fui para casa e lembro que fiquei pensando nisso durante horas, até a ficha cair e eu começar a fazer uma conexão com a realidade. A maioria da minha turma não falava em outra coisa a não ser, ter o bendito diploma na mão. E era muito triste ver toda aquela alienação.

Na faculdade que eu estudava, o cenário era muito desafiador: a estrutura era ruim, tínhamos professores despreparados em disciplinas essenciais para nossa formação como administrador, só viemos ter uma biblioteca (muito simples) quando estávamos na metade do curso e todas as queixas que fazíamos à coordenação eram tratadas com ironia. Como sobreviver a um cenário desse? Que chances eu poderia ter para ser parte daqueles 5%? Pensando fora da caixa, é óbvio!

É aquela história: Se você quer chegar aonde a maioria não chega, precisa fazer algo que a maioria não faz. Foram muitas madrugadas e fins de semana pesquisando, estudando por conta própria, fazendo cursos extracurriculares (detalhe, muitos deles gratuitos), visitando a biblioteca de outras instituições e muito foco. Confesso que foi cansativa essa jornada, mas não foi impossível.

Qual a lição tirar de tudo isso?

É reconhecer que a instituição de ensino é mais uma ferramenta facilitadora de aprendizado dentro do universo acadêmico e culpar a deficiência de infraestrutura, reclamar que a metodologia é arcaica ou que o professor não ensina, não deve ser o motivo pelo qual o estudante justifique sua má formação acadêmica.

Ainda que existam elementos que dificultem a caminhada universitária, o estudante deve ter estratégias efetivas para contornar as situações adversas. E mostrar que faz a diferença independente da conduta do sistema de ensino, já que existem diversos meios de “compensar” esses déficits (ler livros, buscar informações na internet, participar de cursos/palestras/seminários/congressos). Oportunidades não faltam, às vezes o que falta é determinação para ter e ser o diferencial.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.