Seu Futuro Depende de Muitas Coisas, Mas Principalmente de Você

Google

Qual é o motivo de não sermos os protagonistas de nossas vidas e pensarmos em viver com qualidade nosso presente sem deixar de pensar em nosso futuro?

Esse texto não tem nenhum fim político, ou de dizer o que está correto ou errado na política brasileira. Ele é simplesmente uma reflexão mediante a tudo que estamos vendo nos últimos anos.

Diversas pessoas próximas a mim tem uma posição política diversificada, mas no geral elas têm um aspecto comum: criticam cada passo dado pelo governo. Seja Lula, Dilma, Temer, Aécio, Marquito (até pelos lados de Trump o pessoal tem argumento). E diante disso, cabem as seguintes reflexões:

Por que ainda esperamos algo do governo?

Ora, se o governo nunca atende as nossas expectativas e interesses por que é que nos condicionamos tanto a ele?

Qual é o motivo de não sermos os protagonistas de nossas vidas e pensarmos em viver com qualidade nosso presente sem deixar de pensar em nosso futuro?

O seu futuro depende de muitas coisas, mas principalmente de você.

A previdência está falida. Não é de hoje e não vai melhorar amanhã. Portanto, não espere nada de Brasilia. Faça o seu planejamento, garanta o seu futuro, não caia nessa onda de culpar governo, família, vizinho, papagaio. Não terceirize seu futuro, não conte com o ovo da galinha que o governo irá supostamente te dar depois de trabalhar por décadas, assuma as rédeas de seu próprio destino e faça valer a sua aposentadoria. Estude, pesquise, poupe e ponto.

Seja protagonista da sua vida!

Temos o costume de terceirizar nossas responsabilidades, sob a ótica de que temos "direitos". E sim, todos temos direitos, mas esses direitos não são nem um pouco eficientes - como por exemplo, o FGTS que não rende nem a poupança (pior do que isso é ficar guardando dinheiro embaixo do colchão).  

Essa falsa ilusão de que temos direitos prejudica nosso futuro, pois bem sabemos que o governo não está nem aí para os nossos interesses e o que nos resta? Sermos os autores da nossa própria história.

Pense nisso!

Google

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.